segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Por que dormi demais?...

Pensei de ir à cremação de Doalcey Camargo no domingo p.p., às dez da manhã, no Caju.
Triste, de sábado pra domingo, só peguei no sono no meio da madrugada.
O pessoal de casa foi pra Guapi, enquanto eu, sentido, fiquei só.
Mais só ainda fiquei quando ao acordar, percebi que passava do meio-dia...
Acho que a tristeza foi tanta de ter perdido no mesmo dia o Francisco Carioca e o Doalcey Bueno de Camargo que me deixei levar pelo sono que, muitas das vezes, nos afasta da realidade indesejada...
Acordei mais triste ainda.
Não que tivesse tanta intimidade com um e outro.
Não.
Éramos amigos e colegas de profissão apenas, mas sabia e admirava a luta dos dois e de seus amores pelo rádio.
Não sou fã de enterro.
Ninguém é.
Carioca foi enterrado fora do Rio.
Não dava pra ir.
Doalcey, aqui na esquina.
Dormi. Perdi a hora. Não fui. Fugi...
Um e outro vão fazer uma falta danada ao rádio, a seus colegas , amigos e familiares...
No resto do dia fiquei igual a um zumbi...

De noite , "clown", fiz um programa homenagenado-os na abertura e alegre o quanto possível, depois...
"The show must goes on...".
Mas, por um momento, flagrei-me olhando para aquela bancada de todos nós e pensando: "Essas cadeiras são tão sem graça sem eles...".
E agradeci a Deus por tê-los conhecido e pelo dom de comunicar, bem ou mal...
Ao voltar pra casa, vi a lua se escondendo atrás das nuvens.
Pensei: Em algum lugar do céu tem uma festa!!!
Menos aqui.

Um comentário:

  1. CALOU-SE A VOZ MAS FICARAM OS MOMENTOS BONS E DE ALEGRIAS QUE SUAS TRANSMISSÕES NOS PROPORCIONARAM DURANTE TANTOS ANOS.A ESTA HORA DEVE ESTAR NARRANDO SEUS JOGOS AO LADO DO CRIADOR E SUA VOZ ECOANDO PELO UNIVERSO COM SEUS GRITOS DE GOLS .

    ResponderExcluir