segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Visita ao Chile nas férias...

Foi muito boa a minha estada no país irmão e, sobretudo, fiquei impressionado com a gentileza dos chilenos para com os turistas. Santiago do Chile é uma linda cidade, muito limpa, extremamente segura e, penso que, como não tem praia, os chilenos se dedicam a ornamentar a sua capital. Assim é que as praças e monumentos são "muy lindos".
Por outro lado, o metrô de Santiago, além de ter lindas estações, cada uma decorada com um tema específico, nos reservava uma surpresa. Todo subterrâneo e com muitas linhas ( mais do que o Rio de Janeiro!), seus trens rodam sobre rodas de Pneus com borracha maciça e são presos aos trilhos por rodas horizontais de ferro que não deixam as composições descarrilarem. Um show de conforto, pontualidade e velocidade!
Além de um povo muito educado, pra não dizer que tudo é de entusiasmar, a nota dissonante fica pelo fato de que tudo fecha às dez horas da noite. Ou seja, barzinho só até esse hora!
Outra nota que desafina: Embora o dinheiro deles quase não tenha valor diante do nosso, a vida no Chile é muito mais cara do que no Brasil, ou seja, um almoço executivo bem simples que por aqui fica nuns 20 reais, lá, no barato, não sai por menos do que 7.000 pesos, sem o refrigerante (quase 40 reais!). Nas lojas, lá chamadas de "tiendas", além de serem raros os "souvenirs", uma camiseta dificilmente sai por menos de 19 mil pesos! 
O povo é muito ordeiro e elegante; mas o estudantes "desceram o barraco" num dia desses por causa das condições de estudo e o "pau quebrou" com polícia mandando pipas de água em cima da estudantada e também bombas de gás lacrimogêneo. Sobrou um pouco desse gás quando descemos na estação do metrô e saímos a boca sêca e os olhos marejando. Teve também um terremoto de 5 ponto qualquer coisa que balançou Santiago ( mas não teve vítimas) e só não bos assustou porque estávamos no "Valle Nevado", muito distante de lá.
Foi uma comoção entre os chilenos a derrota da seleção deles por 3 a 1, diante do Equador.
No geral, a comida deles é meio decepcionante e sem tempero.
Fomos também a Valparaiso e a Viña del Mar que é a praia mais badalade deles. Bonita, mas qualquer praia do Rio é muito melhor, principalmente pelos barzinhos e restaurantes que lá, quase inexistem na orla. Mas, descalços, botamos os pés no pacífico. O ponto alto da viagem foi a ida ao cume do "Valle Nevado" que fica a 3 mil metros de altura na Cordilheira dos Andes e tem a mais badalada estação de Sky das Américas. A vista é deslumbrante e a subida é muito perigosa devido às curvas da estrada que são muito estreitas. Mas, valeu a pena! "Viva Chile" e seu povo bonito, ordeiro e muito atencioso com os turistas brasileiros!