terça-feira, 27 de março de 2012

Seleção brasileira de futebol, Mano? Qual?

Outro dia, ouvindo o Giro Esportivo na radio Tupi, concordei com o comentário do nosso Rubem Leão que vaticinou " se a seleção brasileira e seu técnico, Mano Menezes, não mudarem de rumo, nós é que iremos perder o rumo na Copa dp Mundo no Brasil".
Quem acompanha os jogos da seleção sabe que o nosso time vive mudando de cara e - o que pior!- não tem tido um só padrão de jogo.
Ainda recentemente, depois que Mano Menezes cometeu a gafe de dizer que o Neymar deveria ir pegar experiência na Europa; tratou de remendar a sua própria fala que classificou de "fora de contexto" e, pra variar, botou a culpa na imprensa!
Olha, Mano, você é um cara legal...se veste bem...mas até agora, como técnico da seleção...tá difícil, Mano!

segunda-feira, 26 de março de 2012

Violência impune das torcidas paulistas...

O que está acontecendo com os torcedores de São Paulo?! Não bastasse aquelas cenas lamentáveis do cara que rasgou os votos das escolas de samba após o carnaval;agora, aconteceu a morte do rapaz numa briga de torcidas pré-agendada na internet para a manhã do jogo entre Corinthians e Palmeiras e deu no que deu.
Esses animais ( que são maus torcedores!) lá compareceram munidos de barras de ferro, pedras e até revólveres. Um morreu, outro atingido por bala ainda se encontra no hospital e após o absurdo, a Federação Paulista de Futebol proibiu duas torcidas organizadas, a Gaviões da Fiel e a Mancha Alviverde de comparecerem ao estádio " até apurar responsabilidades"... Que responsabilidades serão apuradas?!!! Até quando esses animais ficarão impunes? O triste foi ouvir a declaração de um policial paulista na TV falar que a policia nada pode fazer se não olhar...porque estava em menor número! É o fim da picada!

domingo, 25 de março de 2012

Chico Anisio deixa saudade mesmo!

Foi no ano de 1992 que recebi Chico Anísio pela primeira vez na mesa de debates do "Programa Fernando Sérgio" que era de 9 ao meio-dia na Tupi àquela época. Depois do programa, lembro-me bem, sai admirando ainda mais esse gênio da comunicação brasileira. Chico sempre foi apaixonado pelo rádio, participativo e absolutamente simples como ser humano. Nas semanas que se seguiram, ele nos deixou palavras de amor, incentivo e respeito. Mas também era capaz de assumir posições e criticar este ou aquele, sempre construtivamente. Enfim, além de maior artista do Brasil, um ser humano como poucos!

As igrejas que prometem porsperidade....

Claro está que todos nós queremos a prosperidade. Mas como o próprio termo diz é a idade da prosperidade. Ou seja: tudo tem o seu tempo! Por isso mesmo, prometer ao fiel desta ou daquela igreja que Deus lhe dará sempre a prosperidade é, no mínimo, uma inverdade, até porque, nem todo o dinheiro do mundo garante essa tal de prosperidade. O recente atropelamento com oThor envolvido, filho do Eike Batista, a sétima fortuna do mundo, mostra claramente que nem toda a prosperidade do mundo pode garantir a felicidade. Por certo, pai e filho mais a familia da vítima, estão passando por um momento de grande tristeza a apreensão. Entendo esses que apregoam a prosperidade com base na aceitação dessa ou daquela crença, até porque nos dias de hoje, algumas igrejas viraram meio que "supermercados da fé" e prometem tudo para o "fiel" não as deixe ou troque por outra. Os  que assim apregoam ou são ingênuos ou estão a serviço da própria prosperidade e assim sendo, de má fé. A realidade é que nada se faz sem o esforço de cada um e foi Jesus quem nos disse " A cada um lhe será dado segundo as suas obras". Portanto, a prosperidade nesta vida é um meio mas jamais será o fim. Até porque a vida física é finita e a vida espiritual é eterna.

quinta-feira, 1 de março de 2012

O número de pobres que vivem com menos de US$ 1,25 por dia caiu a níveis


recorde na América Latina no triênio 2005-2008, a 6,5% da população, a

mesma tendência apresentada em todos os países em desenvolvimento, informou

nesta quarta-feira o Banco Mundial. Em 2008, um total de 1,29 bilhão de

pessoas, o equivalente a 22% da população em países em desenvolvimento,

vivia em extrema pobreza, ou seja, com menos de US$ 1,25 por dia, a cota

internacional fixada pelo Banco Mundial. Matéria do Jornal do Brasil on line."