quarta-feira, 26 de agosto de 2009

José Sarney insiste em que se esqueça tudo!

Que absurdo!
São denúncias graves que vão desde nomeação da parentes, passando por uso indevido de funcionários do senado em atividades particulares , à exemplo:

Teria requisitado seguranças do senado para proteger sua casa em São Luis do Maranhão, sendo que ele é senador pelo Amapá.
Teria contratado amigo da família pelo senado, com salário de 12 mil reais, para ser seu motorista, mas que na verdade passaria a exercer a função de mordomo de sua filha Roseane Sarney.
Seu filho, sem ser parlamentar sequer, Fernando Sarney, pagou passagens de funcionários de sua firma particular com a cota de passagens do senado.
Teria recebido um milhão e sesicentos mil reais captados da lei Rouanet junto a Petrobras para trabalhos culturais na Fundação José sarney e há quem diga que foram desviados...
Roseana Sarney teria convidado um grupo de amigos para passar um fim-de-semana no Maranhão de pago as suas passagens com dinheiro do senado.
Sarney empregou duas sobrinhas e um neto no senado, embora sendo ruco empresários.
Empregou também a viúva do seu ex=motorista com salário de 2,6 mil para servir cafézinho com congresso.
Dizem que seu outro neto teria feito negócios milionários com crédito consignado do congresso.

No mínimo, tais denúncias deveriam ser apuradas!
Infelizmente, arquivaram tudo.
Caso nenhuma delas procedesse, por que arquivar?!
VERGONHA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário