domingo, 30 de outubro de 2011

Lula pode ter cometido erros ( Quem não os cometeu?) mas, na minha opinião, acertou mais do que errou e teve o mérito de ser um governante de um partido diferente do de Fernando Henrique Cardoso e, ainda assim, ter continuado a sua política econômica que resultou no maior crescimento do Brasil em todos os tempos.
Lamento a brincadeira do " vai se tratar no SUS", até porque, embora saibamos das deficiências desse mesmo SUS, frequentemente como radialista, tenho notícias de verdadeiros milagres que se operam nos frágeis hospitais públicos, por conta do denôdo de seus medicos e da competência do seu pessoal de enfermagem.
De resto, o câncer preferencialmente deve ser tratado no Inca ( Instituto Nacional do Cancer), outra unidade federal que faz um trabalho exemplar, apesar das dificuldades.
Mas, aqueles que ironicamente ( e até com razão, reclamam que o SUS não tem condições de atender todo mundo...), deveriam se lembrar da Rede de Hospitais Sara ( em homenagem à esposa do presidente Juscelino Kubstchek) que foi construída no governo Lula e que é das mais modernas instalações hospitalares com médicos e enfermeiros competentes e que estão, gratuitamente, à serviço da população.
Mas, claro está que o SUS poderia ter melhorado e ainda pode.
O problema é que o tempo de Lula ( oito anos!) foi pouco para se ter uma visível melhora, apesar dos esforços do ministro Temporão.
E temos de cobrar ainda melhoras no atual governo.
No entanto, mesmo assim, deficiente, os hospitais públicos continuam salvando vidas e, o que mais importante, não cobrando nada de seus pacientes.
Ao contrário dos Estados Unidos que tem uma rede hospitalar muito mais moderna mas que só atende aos segurados de planos particulares e lá, se alguém sem dinheiro for atropelada na rua, não deixa de ser atendida mas, uma vez tendo alta, pode crer, depois chega uma conta altíssima pelo correio e se o paciente não pagá-la, vai ter um processo pela frente.
Por isso, reverenciando Lula com um dos mais importantes presidentes que já tivemos, presidente este que, por ser do povo, foi muito discriminado pelo fato dele não ter tido curso superior ( discriminação essa que se esquece que a faculdade por si só ajuda, mas não dá idoneidade, nem competência para alguém e que, à exemplo de Lula, muitas vezes a própria vida forma o administrador...); sinceramente desejo ao ex-presidente a sua plena recuperação assim como o respeito do qual se fez merecedor.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Morreu um dos maiores radialistas de todos os tempos: Luiz MendesTudo o que pudermos falar sobre o Tchê, como o chamávamos no meio do rádio, é pouco pela grandeza do nosso Luiz Mendes e, sobretudo, pela sua fidalguia para com os seus colegas mais novos e também para com os jogadores: Ao invés de falar "ele jogou mal", Mendes falava "ele não jogou bem", o que por sí só, fazia uma grande diferença.
O Tchê sempre acreditava em dias e atuações melhores. Que Deus o tenha nesses dias melhores!!! Saudades!

sábado, 22 de outubro de 2011

Falando em Maracanã, cadê o tal estacionamento gigante que iriam construir do outro lado da linha, na Quinta da Boa Vista?!
Ninguém fala mais no assunto...
Vai precisar de mais dinheito?!
Ô, farra!!!

Fala-se em reforma do Maracanã, mas na verdade, todos vimos, botaram abaixo o velho estádio só deixando a casca e vão mesmo é construir um novo!
Para tanto, dizem, estão gastando quase um bilhão de reais!!!
Enquanto isso, pessoas andam morrendo nas vergonhosas filas dos hospitais públicos; médicos, enfermeiros e professores ganham muito mal e a educação só vale pra quem tem dinheiro pra pagar!
Já vereadores, deputados e senadores...kkk
Viva o futebol!!!
Tem coisa mais importante nesse país?!!!

sábado, 8 de outubro de 2011

Os fanáticos, de qualquer religião, esperam que eles sejam proprietários da razão e por isso mesmo criticam a todos os demais e esperam que o "deus vingador" jogue todos os demais, que não pensam como eles, no fogo do inferno.
Não percebem que eles mesmos têm falhas e que nem sabem bem no que acreditam e dizem.
Não!
Tomam "posse" de Deus e dizem assim "O meu Deus...o nosso Deus" e se julgam "s...alvos" e, mergulhados na própria soberba, não percebendo a própria ingenuidade.
Voltam aos tempos do velho testamento bíblico que mostra um deus assim mesmo, com letra minuscula, vingador, autoritário e passional, ou seja, com todas as fraquezas e paixões humanas.
O espiritualista, religioso ou não, percebe que se Deus é Deus, necessáriamente tem de ser misericordioso e paciente, afinal Ele é Deus, sabe tudo e nós, seus filhos, sabemos muito pouco mas...estamos aprendendo.
Percebe que Aquele que nos criou tem de ser sábio o bastante para nos dar o tempo necessário para que compreendamos o caminho que Jesus nos ensinou "Eu sou o caminho, a verdade e a vida...".
Mas também percebem que tão importante como Jesus é o caminho que Ele nos ensinou, magnificamente exposto na frase síntese de tudo " Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei".
Percebem que essa frase revogou todas as vinganças do velho testamento( Testamento este cada vez mais velho e obsoleto)...e nos aponta o único futuro de paz possível: o do fim da intolerância religiosa e do que mais for.
Ao descobrir-se espiritualista, percebe-se pequenino e, ainda assim , por ajuda Divina, descobre que Deus está em nós e que o verdadeiro caminho é o da transformação pessoal em busca da felicidade do outro.
Não mais discute religião, porque inutil, mas aceita aos demais como são e pede ao Deus todo poderoso que nos dê o bem da compreensão, da fraternidade verdadeira que não odeia, não faz guerras e, por consequência, não mata nem traz sofrimentos nem compactua com a corrupção....
Respeita a todos em suas crenças e descrenças, na certeza de que cada um está num degrau da imensa escada do aprendizado infinito...

Fernando Sérgio.