segunda-feira, 30 de maio de 2011

Faz tempo,não?!...

Parece que foi ontem: Era o dia 2 de junho de 1962 e eu tinha doze anos e já era ouvinte do rádio desde os sete anos, quando virava as madrugadas ouvindo Miguel Vaccaro Netto na rádio Panamericana de São Paulo...Foi aí que pedi um teste ao meu mano Antonio Célio, que sendo presidente da União Juizforana dos Estudantes Secundários, tinha um programa estudantil na extinta Rádio Industrial de Juiz de Fora e era amigo do diretor, sr. Gudesteu Mendes. Marcado o teste e cheio de medo, lá fui eu, fazê-lo. Não é que passei e no dia seguinte já estava no ar?! O curioso é que a nossa memória é muito falha. Hoje, com 65 anos, até ontem ainda jurava que tinha começado aos 15 anos e , no entanto, conta feita, foi com dezesseis anos. Vale dizer: No próximo dia 2 de junho de 2012 estarei fazendo 50 anos de rádio! E juro pra vocês: ao longo desse tempo passei pelas seguintes rádios: Industrial , Difusora e Sociedade de Juiz de Fora (Também na TV Industrial de JF onde fui editor de jornalismo, apresentador, ator e diretor de teleteatro; em tv também fiz a Tv Excelsior em BH e no Rio: SBT e TV Rio) e em 1969 fiz um estágio tão curto na Itatiaia de BH que pouca gente há de lembrar. Depois, voltei para Juiz de Fora em 1970 onde ganhei o concurso Municipal de Teatro como "Melhor Autor" e, com o dinheiro do prêmio vim pro Rio de Janeiro. Aqui: rádio Continental, ainda na rua Riachuelo; Tv Globo nos anos 70 como "frila" mas fazendo comerciais e participações num programa chamado "O Globo de Ouro" e em 1976 entrei para a rádio Globo (Globo, 98 e Mundial)como noticiarista, depois "Stand By" dos comunicadores. No final de 81 fui para a rádio Manchete, dois anos depois na Bandeirantes, depois de um ano (a rádio não emplacou!), rádio Tupi, por pouco tempo e voltei para a Tamoio sempre com programa próprio. Um ano depois iria para a minha segunda passagem na Tupi, onde fiz o programa de seis às 9 da manhã e, com a saída da Cidinha, fiz 9 ao meio dia por um ano. 92 foi o ano que passei dirigindo a rádio Angra de Angra dos Reis e depois, voltei para a Manchete Am ainda da Bloch e após, rádio Globo, chamado pelo querido amigo e grande radialista, Amaury Santos, para ser o Stand By da casa. Fiquei por uns seis meses até a saída do Amaury e tendo assumido o Libretti , fiquei desconfiado de que seria de difícil a minha efetivação ali.
Foi quando procurei o Marcus di Giacomo, grande radialista gaúcho e querido amigo e então, coordenador da Tupi (hoje ele é diretor), ele fez a ponte com Alfredo Raymundo e seu filho Ricardo e aí, antes que me demitissem, pedi pra sair e estreei fazendo as férias da Cidinha àquela época. Já são catorze anos de Tupi e quase 6 no programa Super Madrugada Tupi. Ainda hoje, apesar da idade,cada vez que entro no ar é como se um garoto fosse. Dá pra ver como amo o rádio!
Direto do looongooo tunel do tempo!!!

domingo, 29 de maio de 2011

O que você acha?

No domingo à tarde, eu vi o bom programa VerTV da Rede Brasil onde alguns jornalistas questionavam sobre se certos programas sensacionalistas das televisões poderiam mesmo ser chamados de “jornalísticos”, uma vez que, segundo eles, tais programas visam muito mais a audiência do que a informação e na maioria das vezes, ao divulgarem crimes em cima de crimes, passam um verdadeiro terror televisivo, inclusive levando a insegurança ao lar das famílias e , o que pior, até incentivando mentes doentias a seguirem a carreita do crime.
Penso que a dúvida procede até em certos telejornais, principalmente quando acontece uma tragédia como aquela do colégio em Realengo que foi mesmo terrível e, com certeza, teria de ser divulgada durante dias e até aí, é jornalismo mesmo.
O que se questiona é que, dias e dias a fio, toda vez que tais telejornais ou programa noticiavam a tragédia, as tvs repetiam exaustivamente a cena do criminoso saindo da sala de aula e recarregando a arma.
Ora, logo após a tragédia, tinha de ser assim.
Mas muitos dias depois, essa repetição excessiva pode mesmo induzir à insegurança e mostra uma preocupação de certos órgãos muito mais sensacionalista do que a comunicação séria que prioritariamente deve ser exercida.
Já há um projeto na Câmara Federal que visa coibir tais demonstrações de terror e sensacionalismo barato que muitas vezes tão somente visa o aumento de audiência.
Com certeza é algo que tem mesmo que ser analisado.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Para "se vender", religião denigre as outras...

Fui no enterro da D. Margarida, mamãe querida do Wagner Menezes.
Estávamos todos emoionados quando apareceu um senhor negro e de idade, dizendo-se ouvinte da Tupi e, bom e ingênuo, aproveitou para nos dar um prospecto da igreja evangélica dele com o título "Como conquistar a vida eterna"...
Aceitei até porque em sendo espírita kardecista, respeito todas as religiões.
Já em casa, fui ler o tal prospecto que terminava com a frase "aceite Jesus e deixe de lado todo o resto: a moralidade (?)cultos, missas, reencarnação etc".
Para mim, aceitar Jesus significa amar o próximo e respeitar as diferenças.
Para essa denominação religiosa que sequer é das maiores, não!
Lamento profundamente que uma religião que fala em nome de Jesus, para se vender, tenha a infeliz ideía de combater as demais práticas.
Isso só mostra o quanto estão afastados do que disse verdadeiramente disse Jesus...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Finalmente foi preso o jornalista assassino...

O jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves se entregou na noite desta terça-feira (24) para policiais civis da Divisão de Capturas. Investigadores e os delegados Pablo Baccin e Waldomiro Pompiani Milanes foram recebidos pelo condenado por volta das 19h30. Ao abrir a porta de sua casa, na Chácara Santo Antônio, Zona Sul de São Paulo, Pimenta Neves sorriu e cumprimentou os policiais.

Meia hora depois, ele entrou em um carro da polícia. Parte das dezenas de pessoas que se aglomeravam em frente à casa bateu palmas no momento em que o carro saiu em direção à sede da Divisão de Capturas, no Centro da cidade. Outras pessoas gritaram “assassino”.

saiba mais

Ordem de prender jornalista é vitória, diz advogado da família Gomide Supremo determina prisão do jornalista Pimenta Neves Ministro do STF nega último recurso pendente de Pimenta Neves Ordem de prender jornalista é vitória, diz advogado da família Gomide O advogado Itagiba Francês, um dos defensores de Pimenta Neves, disse que em nenhum momento seu cliente pensou em fugir. “Ele está ciente. Esperava isso há muito tempo. Não tem esse negócio de fugir.”

De acordo com Francês, o jornalista de 74 anos “está bem, mas debilitado”. “Ele está magoado, triste. É um momento de tristeza.” Ele informou que Pimenta Neves mora sozinho e toma remédio para problemas de saúde, como hipertensão.

Eu estava esperando"Pimenta Neves, ao chegar à Divisão de CapturasAo chegar à Divisão de Capturas, no Centro de São Paulo, Pimenta Neves disse: "Eu estava esperando". Questionado por jornalistas se estava preparado para ficar 15 anos preso, disse apenas uma palavra: “Claro”.

Finalmente, fez-se justiça!

sábado, 21 de maio de 2011

a dor de contovelo

Vasco e Ceará jogam com o time reserva no início do Brasileirão, de olho na Copa do Brasil; por sua vez, também Avaí joga com o segundo time, sorte do Flamengo que pode se beneficiar disso, ainda que jogando meio desfalcado.
Quanto as partidas de volta da Copa Brasil, tirando o meu coração vascaino de lado, qualque das quatro equipes podem chegar à final. São quatro times muito iguais, onde pontifica mais a força do que a qualidade.
Espero que dê Vasco porque nós, torcedores Vascaínos, há muito esperamos por um título.
Mas uma coisa é torcer e a outra reconhecer que qualquer dos quatro tem chances de chegar lá.
Por outro lado, aqui mesmo nos comentários do blog, podemos acompanhar uns e outros adversários cariocas "secando o Vasco", afinal, é dor-de-cotovelo porque os seus times não chegaqram tão longe...kkk

quinta-feira, 19 de maio de 2011

O primeiro milho é dos pintos...kkk

Faltou quem finalizasse bem, mas o Vasco jogou bem, não aproveitando as boas oportunidades que teve. O Avaí que veio na retranca, contava com o contra-ataque e até poderia ter vencido o jogo. Faz parte.
São dois times muito iguais e claro, agora, dificultou.
Mas, como o São Paulo perdeu em casa pro Avaí, nada impede que o feitiço vire contra o feiticeiro.
Basta acreditar, afinal, nada ainda está perdido...

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Chiiiiii.....

Um causo do rádio:Essa aconteceu de fato e me foi contada por um dos protagonistas, então diretor de uma grande emissora. Ele e o outro diretor foram almoçar com um graúdo da comunicação televisiva, com a intenção de lhe oferecer uma proposta para fazer um programa diário e com um salário que os dois pensavam ser "irrecusável".
Levaram o graudão para um famoso restaurante e começaram a deitar falação sobre o que seria o programa e , após, despejaram o salário: 60 mil reais!
O graúdo deu um meio sorriso e, disfarçando, disse não estar interessado. Aí, o outro diretor falou: Isso é inicial e blá,blá, blá...
Como andavam falando muito, o Mr. Graúdo olhou no relógio e disse, cortando a conversa: "Amigo...eu ganho 1 milhão por mês na tv pra fazer um programa semanal (hoje parece que ele ganha 8 mihões, faz quinze anos esse papo...). ninguém falou mais nada, pediram a sobremesa e saíram "de fininho". Direto do túbel do tempo.

E 21 vereadores ainda queriam os carrões...,

E a vereadora contra a compra de carros, para si e para os outros vereadores, disse:"Estou orgulhosa de que a mesa diretora da Câmara ouviu a posição contrária do povo e voltou atrás na compra dos carros..."
Orgulhosa?!!!
Como assim, "cara pálida"?!!!
Devia estar era como eu, envergonhado de ter uma vereança que aprova esse absurdo, joga na surdina, dá três milhões e picos para a montadora e depois que a lambança foi divulgada, como medo de perder votos, volta atrás e ainda tendo 21 vereadores que queriam porque queriam os tais carros de 70 mil reais.
QUERO VER O QUE VÃO FAZER PRA RECEBER ESSA DINHEIRAMA DE VOLTA...
Deberia haver uma corregedoria "FUNCIONANDO" PRA MANDAR ESSES CARAS IREM DE METRÕ TODO O DIA PARA O TRABALHO NAS HORAS DE PICO, ASSIM MESMO, FEITO SARDINHA EM LATA, COMO FAZEM TODOS OS NOSSOS TRABALHADORES...
DETALHE: SALÁRIO MÉDIO NACIONAL: 1.200, 00
SALÁRIO DE CADA VEREADOR: 16 MIL!!!
E os caras ainda querem carro de graça?!!!
Ponte que partiu!!!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Sou a favor do amparo aos gays...

Claro que os religiosos desta ou daquela religião que condena a união civil dos gays, têm o direito de assim pensar. São orientados pelos seus líderes religiosos nesse sentido.
Todavia, que fique claro que as pessoas que não são homofóbicas, também possuem o direito de entender que, independentemente desse ou daquele religioso, o homossexualismo é um fato que existe.
O que não se pode, é confundir um fato que existe com um preceito religioso aceito por alguns e contestado por outros.
Mesmo que esteja na Bíblia .
Até porque nada na Bíblia é mais importante do que a palavra de Jesus que nos deu entre inúmeras frases, duas da maior importância, no caso: A primeira: "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei".
A segunda: "Não condeneis para não serdes condenados".
O raciocínio de alguns que dizem " devemos amar os homossexuais mas condenar a prática...", no mínimo se torna contraditório com as palavras de Jesus.
Você pode ser contra a prática, como eu sou, afinal sou heterossexual, mas segundo Jesus , não se pode condená-la.
Até porque a condenação, sabia Jesus, nos dá a falsa ilusão de que "somos superiores" e abra caminho para a discriminação e a homofobia.
Ora, é ilusão pensar que os homossexuais vão deixar de sê-lo e ainda que sejam assim, continuam sendo filhos e filhas, enfim pessoas queridas por muitos e que. se honradas, merecem o nosso respeito.
As únicas pessoas que não merecem respeito são as criminosas, o que não é o caso dos homossexuais.
Quando o Supremo Tribunal Federal aprovou a união civil dos gays, nada mais fez do que admitir algo que existe na vida real, idependentemente dessa ou daquela crença religiosa.
É um fato.
Gostemos ou não.
Em todos os setores da sociedade, de uma forma hipócrita, essa mesma sociedade fez "vista grossa" aos diversos homossexuais existentes, todavia, quando o fato se torna público, aí vem a grita, querendo tolhe-los de um comportamento que, à exemplo das prostitutas, existe desde que o mundo é mundo.
E olha que Jesus , ao salvar da morte aquela prostituta que seria apedrejada, disse "atira a primeira pedra aquele que nunca pecou".
Também é dele a frase " Vim pelos pecadores e não pelos justos".
E queiramos ou não, inúmeros gays que viveram juntos anos a fio, quando da morte de um companheiro, poderão ter agora o amparo legal devido àquele que sobreviveu...

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Tem reza e tem piada?

Pedro Augusto me telefonou pra agradecer. É que como eu, ele tem o seu belo momento de oração às 14 horas mas, antes, tem as notícias de polícia que ele conta de maneira muito peculiar e engraçada e que alguns poucos criticam. No meu caso é o contrário: à l da manhã temos a "Palavra Amiga" seguida da oração ecumênica e às duas horas, temos as piadas dos ouvintes no "Concurso de Piadas".
Esses mesmos poucos que criticam o Pedro andaram de me criticar na base do "gozado: rezam e contam piadas....
Perguntei no programa: ´"Ué...a vida não é mesmo assim?!".
Disse mais: a hora para tudo, para a reza e também para a descontração. Um programa de rádio é como se fosse um grande circo: tem de ter o trapezista, o malabarista, os atores mas também tem de ter os palhaços que animam a festa.
Quem acha que o religioso tem de ser o tempo todo sério, na verdade, compra uma imagem que não existe.
Temos de ser sérios no fundamental mas também temos de ter alegria de viver e perceber que o humor é, na verdade, uma crítica social importante...

domingo, 15 de maio de 2011

A falta da educação...

Da mesma forma que não dá pra se negar que o Brasil teve a sua economia crescendo muito nos últimos quinze anos, também não dá pra fazer vista grossa no deplorável estado de algumas escolas públicas que, além de não fornecer uma merenda de qualidade às nossas crianças, acabam por não dar a educação desejada e exigida para que este país possa realmente atingir a média elevada dos países mais desenvolvidos. Dilma Roussef tem dito em propaganda oficial que " País rico é país sem miséria".
Concordo plenamente.
E a pior de todas as misérias decorre da falta de educação.
Agora, só esse reconhecimento não basta.
É preciso encarar o desafio e seguir adiante, trabalhando duro para que os nossos jovens tenham a educação e a qualificação que merecem!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

A farra da vereança....

Carro de 70 mil para os vereadores?! Pra quê?! Os caras ( e coroas...) já se deram um aumento de salário absurdo, faz pouco tempo e se não fosse a imprensa que denunciou, essa história dos carros passaria "batida", com a intenção de ninguém perceber. Um absurdo! Esses vereadores deveriam é trabalhar mais com os seus próprios carros e sequer pegar verba do erário para combustível, ou seja, metendo a mão no bolso deles mesmos.
Sugiro que anotem os que estão aceitando o tal carro e não mas votem neles. Comigo, podem ter certeza de que vou rifar esses caras!

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Teria havido fraude no carnaval do Rio?

Não sei.
O fato é que ontem foi enviado um e-mail anônimo para um determinado jornalista com a foto de uma papeleta de um dos juradodas das escolas de samba do Rio que, segundo um pretenso perito, teria os números atribuídos com a letra de uma pessoa e a assinatura do jurado com letra de outra pessoa.
Foi um burburinho no meio do samba!
Alguns, açodadamente, tomando o fato como prova irrefutável.
Outros, como o meu amigo jornalista,experiente e precavido, preferindo apurar primeiro, antes de divulgar.
Até porque, algumas perguntas têm de ser respondidas:
a) Quem mandou, por que o fez de forma anônima?
b) Foi o Ministério Público ou algum particular que pediu a investigação por parte de um perito?
c) Esse perito é perito mesmo?
d) Qual a intenção dessa acusação?

A mim me parece que, se realmente, o denunciante tem esses dados em mãos e caso sejam verdadeiros, tem mais é que procurar o Ministério Público para uma acusação formal mas, enquanto procurar apenas a imprensa, está cheirando mais a intriga do que um fato real.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Abrem os bingos e depois fecham...

Todo mundo se lembra da autorização que permitiu o funcionamento, ainda que precário, dos bingos há alguns anos atrás.
Aqui no Rio e em outras capitais surgiram bingos bonitos que reuniam senhores, senhoras e jovens.
Não sei de quem foi a grita (mas, imagino que tenham sido os setores mais conservadores da sociedade!) e de repente os empresários que fizeram investimentos fortes no setor foram obrigados a fechar os tais bingos que eram ou deveriam ser bem fiscalizados, porque eram obrigados por lei a ter como sócios clubes importantes, como foi o caso do Tijuca Tennis aqui do Rio além de outros.
De repente, grita religiosa ( já que as igrejas nunca deixaram de fazer "bingos inocentes"...) e um governo eleitoreiro cedeu: proibiu os bingos.
Pra quê? Volta e meia a polícia estoura um bingo e tem notícia de outro.
Agora, tais bingos são todos umas espeluncas inseguras e administrados por bandidos!
Isso pra não falar no escândalo dos milhares de caça-níqueis que estão espalhados pelos bares de rua nas cidades do Brasil e, quanto mais apreendidos, mais aparecem.
Por dever de inteligência e comércio, o jogo deveria ser liberado no Brasil à exemplo dos Estados Unidos : em áreas específicas e que precisam de desenvolvimento ou em áreas reconhecidamente turísticas, à exemplo do Rio de Janeiro.
O Cassino, bem administrado e bem fiscalizado pelo governo, torna-se uma grande fonte de renda para o governo em primeiro lugar e, em segundo, para os seus donos que deveriam ser obrigados a investir nas artes e no desenvolvimento de suas regiões e ( por que não?!) até na educação.
Foi isso que conteceu com Las Vegas, antes um deserto e hoje, uma linda metrópole que dá emprego pra muita gente.
O Brasil que com essa hipocrisia de "proibir o Jogo", assim mesmo, entre aspas. Enquanto, por exemplo, o jogo do bicho existe sem freios há dezenas de anos!
Por quê não profissionalizar essa gente, já que boa parte dos seus apontadores são compostosa de deficientes, desempregados e aposentados?!
Aí, esse pessoa vai ter carteira assinada, pagar a previdência e ter outros benefícios como tickets de alemimentação, plano de saúde, etc.
É uma questão de bom senso!
Joga quem quer! E tô falando isso muito à vontade porque, até porque até hoje, joguei muito pouco nessa vida.
As diversas loterias podem, o cassino não pode e o bingo também não?!
Enquanto existe essa "proibição", os turistas endinheirados fazem um "pitstop" no Brasil para o carnaval e, após, vão deixar o seu rico dinheirinho no Uruguai que não é bobo nem nada...

domingo, 8 de maio de 2011

Feliz Dia das Mães à todas as mamães!!!

Que Deus possa abençoar todas as mamães: aquelas que estão entre nós e aquelas que já se foram e, como a minha, Jandyra Grandinetti Pinto, nos abençoam ao lado do Criador. A benção, mamãe! Te amo, onde quer que a senhora esteja e, por extensão, amo a todas as mamães!Que dia feliz! O melhor de todos!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Em toda a minha vida de radialista, só estive pessoalmente duas vezes com o ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda. A primeira, quando ele surgiu de repente no estúdio da Tupi à meia-noite e meia e, ainda presidente do clube do meu coração para, expontâneamente, me cumprimentar pela crônica que havia feito, homenageando o Romário dos mil gols e aí, me deu uma longae saborosa entrevista. A segunda, na missa de sétimo dia do falecimento da mãe do Luiz Penido.
Claro está que, polêmicas à parte, me senti prestigiado pela presença do Eurico em meu programa, mesmo que seja para ser apoiado e contestado pelos ouvintes.
Deixando a presidência, certa feita o benemérito Tavinho pediu e eu entrevistei por telefone o Eurico Miranda mais uma vez.
Foi o que bastou para que eu recebesse centenas de e-mails,divididos, metade apoiando a entrevista e a outra metade desaprovando e alguns até me esculhambando por causa dela.
Dias depois , lançada a candidatura do médico Pedro Valente à presidência do Vasco pela atual oposição do clube, abri espaço para ele no programa que, por telefone, me deu uma importante entrevista.
Aí, vieram as cobranças: entrevista o Dinamite!
Nada mais justo - pensei.
Incialmente, pedi ao Marco Vasconcelos, repórter da rádio que faz a cobertura do Vasco para que estabelecesse a ponte, fazendo o convite.
Marquinho não conseguiu.
Um belo dia, grata surpresa, recebi um pedido do Roberto Dinamite para adicioná-lo no meu facebook. Adicionei-o e aproveitei para convidá-lo e ele me rspondeu que eu deveria falar com o seu acessor, Lucio Brígido, e me deu o seu telefone. Liguei várias vezes e depois de muita insistência, consegui falar com o Brígido que, mal assessorado, me chamou de " Fernando César" e depois me disse que por ser o meu programa na madrugada...iria ser muito difícil essa entrevista. "Sabe como é...o Roberto é deputado...tem muitos afazeres...etc". Estupefato, passei a enumerar algumas das maiores autoridades do país que já passaram pelo programa, sem se importar com o horário, e disponibilzei o meu celular pessoal para que o Dinamite se comunicasse comigo ,afirmando: "poderia ser por telefone, gravado mais cedo...etc". De lá pra cá, se passaram dois meses, o Vasco perdeu o campeonato mais uma vez para o Flamengo e...nenhuma resposta...Por isso não pude atender o pedido de milhares de ouvintes da Tupi, Vascaínos ou não.