terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Fui ver o filme do Lula

Apesar da propaganda contrária da oposição que anda dizendo que o filme seria mera propaganda eleitoral num ano de eleição; e por causa dela, aumentou a minha vontade de ver.
Por mais que admita que a estratégia desse lançamento vá reforçar a imagem do presidente; o filme, por si só, não será fator determinante para reforçar a eleição da Dilma Roussef.
Tudo vai depender dela...
O filme em si, embora bom, é um pouco arrastado, mas cumpre o dever histórico. Peca, no entanto, por excesso de detalhes.
Mostra Lula desde seu nascimento num barraco de Pernambuco, filho de uma família muito pobre, com uma mãe heroica e um pai bígamo, quase sempre bêbado e irresponsável.
O velho batia nos filhos e , um dia, quando ia bater na esposa , mãe de Lula, o garoto toma a frente e diz " Homem não bate em mulher...".
A partir daí, sua mãe e os irmãos abandonam o pai e "caem no mundo", cada um dos filhos trabalhando pra ajudar nas despesas da casa, inclusive Lula, que era engraxate.
Depois, o casamento de Lula com Lourdes, a quem amava verdadeiramente, e ela , nove meses depois, morrendo no parto juntamente com o bebê. A partir daí ( e para aplacar o sofrimento pela perda da mulher e o filho, "ocupar a cabeça" como ele diz no filme), nasce o dirigente sindicalista que um dia tornar-se-ia presidente da república. Mas, foi no sindicato que, anos depois da morte de Lourdes que Lula se apaixona por Marisa, uma viúva com uma filha, de quem é marido até hoje.
Uma história bonita que emociona, às vêzes, mas bem aquém de, por exemplo , "Os dois filhos de Francisco", esse outro fiolme nacional de grande sucesso.
O filme, justifica a trajetória de um homem do povo, filho do Brasil.
Com certeza, apesar a oposição vociferante de uma "meia dúzia", um grande homem.
Como disse a sua mãe , outra grande mulher "teime sempre!".
Lula teimou...

2 comentários:

  1. belo comentário amigo fernando, aconpanho a trajetória de lula há algum tempo ou melhor acompanho-o a partir da criação do pt nos anos 80 . mas a história de vida dele é impressionte uma histrória de superações e vitórias de uma pessoa que acredito nunca desistiu. devemos aprender muito com ele pois é uma lição de superação, e nosso povo deve acreditar mais em seu potencial não dando tanto credito a quem quer enfraquece-lo . reintero novamente o valor de seu comentário de uma lucidez e responsábilidade memorável. abraços.

    ResponderExcluir
  2. É verdade,concordo plenamente,em grau número e gênero,com o amigo(Joamar)e claro,com voce Fernando Sérgio,tanto que dispenso mais comentários,faço minhas vossas palavras.Um abraço querido...

    ResponderExcluir