quinta-feira, 10 de março de 2011

Aquela coisa gosmenta...ehehehe

..
À época em que pertencia à Bloch Editores, a Manchete Am era muito ouvida notadamente em São Gonçalo onde eu fui fazer um show, empresariado pelo Jota Abud. Na manhã do sábado que aconteceria o show, fomos ensaiar no estúdio da Manchete, porque teria uma iluminação especial que iria ser coordenada pelo nosso colega, Álvaro, que é gay assumido e passar o som com o operador Brasília...
Após o ensaio, já na rua em frente ao prédio da Bloch, o Abud que estava muitíssimo gripado, não aguentou e espirrou forte e quando notou aquele cattarro verde e longo que saiu do seu nariz, imediatamente levou o dorso da mão colhendo aquela "coisa' e mandando pelo ar com um movimento rápido dos dedos.
De repente, "aquilo verde e gosmento" grudou no dedo da Alvarete ( perdão, do Álavaro...rs) que com "aquilo tudo" grudado no seu dedo indicador...gritaaaava e pulaaava dizendo : "Minha Nossa Senhora...o que eu faço com isso...acho que vou vomitar... Acho que vou desmaiar".
Eu ria muito e ri mais ainda quando vi o Abud com toda aquela pança balouçante, deitado em cima do capô de um carro, rolando de tanto rir...Segundos depois, o álvaro vivrava-se do corpo estranho numa planta que serviu de lenço...rs. Em mais uma dessas, às vezes, "emporcalhadas"...coisas da vida. Aliás, esse era o bordão no qual eu fechava as crônicas que eu escrevia e lia pra Manchete, no quadro do mesmo nome; quadro esse que um ano depois teria um reforço de pêso: João Carlos Viégas dividindo comigo a escrita...Direto do túnel do tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário