domingo, 12 de junho de 2011

O caso dos bombeiros em greve...

950 reais por mês são muito pouco para quem arrisca a vida como os bombeiros.
E se tornam menos ainda se analisarmos que estamos falando de um dos mais conceituados estados da federação.
Por maiores que sejam os incômodos provocados pela greve dos bombeiros no centro do Rio de Janeiro, há que se entender o desepero de soldados, chefes de família em sua maioria, ao ver a inflação subindo os preços e ao perceber, como denunciam, que sequer vale transporte eles possuem!
Um absurdo!
A gente fica a se perguntar como é que se pode, por exemplo, pagar os altos salários dos senhores deputados e não se pode melhorar o vencimento dos soldados do fogo?!
Como é que existe verba para se gastar mais de 900 milhões na reforma do Maracanã e não se consegue dar um aumento decente para os bombeiros que são aqueles que combatem incêndios até nos próprios públicos, salvando vidas e bens?!
Não há duvida que cometeram um excesso ao invadir da forma que foi o quartel central dos bombeiros, mas, ao que sei, antes disso, eles tentaram negociar de todas as formas com o governo do estado que não os recebeu...
Até que ponto esse radicalismo por conta do governo não potencializou ainda mais a invasão do quartel?1
Também faltou dos pares do governador, o aconselhamente devido para que ele tivesse a serenidade que não teve em suas palavras, naquele momento crucial.
Com esse salário atualmente pago, melhor seria ao invés de chamá-los de "vândalos", tê-los chamado de " desesperados" devido ao risco e a alta do custo de vida.
Agora, a Justiça, ainda que por liminar, libertou os 432 bombeiros que estavam presos e queira Deus que, através dos parlamentares de Brasília, lhes seja concedida a anistia.
Só assim e assentados numa mesa de negociação com pessoas serenas é que todos poderão chegar a um acordo tão necessário para a segurança de todos nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário